quarta-feira, 1 de abril de 2009

Coisas que aprendi com meu cachorro.


Brumer me ensinou a ser ouvinte. Às vezes, sentava-me na muretinha que ficava perto da grama (vide foto) para chorar. E mal podia me ver, que saía de onde estivesse para me encontrar. Podia estar dormindo ou caçando uma mosca, nada era mais importante. Daí então, ele se sentava de frente pra mim. Eu o segurava pelas orelhas e encostava seu focinho no meu nariz e me desabava em chorar. Ele ficava lá, parado, compadecendo-se da minha angústia. Quando eu lhe soltava, encostava a cabeça no meu colo e me fitava com os olhos chorosos, como se chorasse comigo. E ficava lá, até que as lágrimas secassem.
Outras vezes, me sentava encostada na parede, e como de costume, ele vinha e se sentava ao meu lado. E eu conversava com ele, indagava coisas. "Brumer, por que tem de ser assim?" Então, ele se resumia a fitar o chão, como quem procura respostas.
Sempre balançando o rabo, vivia a eternidade de cada momento. A vida era uma festa. Fazia o que queria e não sentia culpa.
Brumer me ensinou a valorizar as pessoas. Quando he devotávamos atenção e carinho, ele não cabia em si de tanta felicidade. Nada o deixava mais feliz do que nos ver. Um simples passeio pelo quarteirão o deixava irradiante.
De todas as lições, o amor incondicional foi a maior delas. Ele me amava de qualquer maneira. Quando estava de bom humor, irritada, sem maquiagem, com o cabelo bagunçado. Me amava mesmo quando eu esquecia lhe colocar a comida, quando tinha preguiça de passear com ele. Brumer perdoava minha falta de tempo. Perdoava meus erros, independente de quais fossem. Ele me amava incondicionalmente.

3 comentários:

Make of disse...

eles nós ensinam as coisas mais importante da vida,são os melhores amigos,e quando perdemos eles,e como um pedaço de nós fosse embora junto...

Renatta Ataner disse...

quando perdemos eles,e como um pedaço de nós fosse embora junto[2]
ain lindo seu blog lindas palavras *-*

Tiago Carturani disse...

Eu posso ser o Brumer se você quiser. Posso fazer, além disso tudo o que ele faz, várias coisas que ele desejou fazer mas foi interrompido por sua realidade. Eu posso te dizer o que é melhor a se fazer, e posso me calar quando necessário. Eu posso me transformar nele, a partir de quando você perde algo, você acaba encontrando coisas misteriosamente mais maravilhosas. Não estou me gabando, longe de mim, não estou nem me referindo a mim mesmo como sendo algo maravilhoso. Só quero deixar bem claro que eu sempre vou estar contigo, independente de tudo.