quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Microondas

Pessoas da minha vida parecem sumir, mas insistem em voltar. Amores requentados, feito pão dormido, vêm do microondas. E o bom e velho gosto de romance antigo é sempre bom de recordar. Flores que você traz pra me dar...Eu não preciso disso pra lembrar.
Eu embro cada beijo que eu te dei!
Eu nunca esperei me encontrar, com você nesse lugar...O que você tem feito? Como vão seus pais? Vamos sair para jantar. O quê que eu tô dizendo? Eu não acredito! Olha o microondas!
Desse jeito, requentando, eu sei que não existe nada pra descongelar.

Nenhum comentário: