terça-feira, 23 de setembro de 2008

Canção do amor que não vem

"Ah, soubesse eu te contar toda amargura de não poder te dar tanta ternura. Ah, soubesse eu nunca te contar. Ah, pudesse eu te dizer toda tristeza de estar sempre esperando uma incerteza e nada poder nem desesperar. Oh, triste caminho do coração que ama sozinho. Que coisa triste amar sozinho. Quanta solidão! Ah, pudesses entrever minha ansiedade depois de um dia de saudade, de uma noite inteira a soluçar.
Vem! Não tardes mais amor que eu vivo procurando. Quando vais chegar? Eu sei que chegarás.
Ah, pudesse eu pôr a teus pés a minha vida, amor, por quem tu és. Oh, vem, não tarde mais. Sim, por favor, façam silêncio. Meu amor vem em silêncio, quando ele por mim passar."

Vinicius de Moraes

Nenhum comentário: